Terça, 24 de Novembro de 2020 14:40
(37)99924-8617
Regional Onda Verde

Microrregiões de Bom Despacho, Formiga e Oliveira avançam para a Onda Verde do 'Minas Consciente'

Atualização semanal divulgada nesta quinta-feira (16) aponta ainda que as micros de Divinópolis, Itaúna, Pará de Minas e Piumhi permaneceram nas etapas definidas na última semana.

18/09/2020 13h43
Por: TVI (MTB 0020533/MG) Fonte: G1 Centro Oeste
Governo de Minas Gerais/Divulgação
Governo de Minas Gerais/Divulgação

O Governo de Minas divulgou, nesta quinta-feira (17), a atualização do programa “Minas Consciente” com as microrregiões. Entre os destaques, as micros de Bom Despacho, Formiga e Oliveira avançaram para a Onda Verde. Já as microrregiões de Divinópolis, Itaúna, Pará de Minas e Piumhi permaneceram nas ondas que foram definidas na última semana.

As mudanças foram atualizadas no site do plano, passam a valer a partir do próximo sábado (19) e são válidas por sete dias. Nesta quarta (16), a macrorregião Oeste avançou para a Onda Verde do programa após reunião semanal do Comitê Extraordinário Covid-19 (veja abaixo as atividades permitidas nesta etapa até esta quinta-feira).

As microrregiões de Divinópolis, Itaúna, Pará de Minas e Piumhi permaneceram nas ondas que estavam anteriormente, sendo verde e vermelha, respectivamente, e amarela para as duas últimas.

 

Municípios das microrregiões

 

As microrregiões estavam na Onda Amarela após decisão divulgada na última semana. Contudo, as cidades estão aptas a seguir para a Onda Verde a partir de sábado, a mesma da macrorregião. Veja abaixo as cidades que englobam a decisão:

Micro de Bom Despacho: Bom Despacho, Dores do Indaiá, Estrela do Indaiá, Luz, Martinho Campos, Moema, Serra da Saudade;

Micro de Formiga: Bambuí, Córrego Danta, Córrego Fundo, Formiga, Iguatama, Medeiros, Pains, Pimenta;

Micro de Oliveira: Carmo da Mata, Carmópolis de Minas, Oliveira, Passa Tempo, Santo Antônio do Amparo, São Francisco de Paula;

Já as microrregiões abaixo permaneceram nas ondas definidas na última semana.

Micro Divinópolis (permanece na Verde): Araújos, Carmo do Cajuru, Cláudio, Divinópolis, Itapecerica, Perdigão, São Gonçalo do Pará, São Sebastião do Oeste;

Micro de Itaúna (permanece na Vermelha): Itaúna;

Micro de Pará de Minas (permanece na Amarela, mas o prefeito pode optar por seguir a recomendação para a macro, a Verde): Conceição do Pará, Igaratinga, Leandro Ferreira, Nova Serrana, Onça de Pitangui, Pará de Minas, Pitangui, São José da Varginha;

Micro de Piumhi (permanece na Amarela): Capitólio, Doresópolis, Piumhi, São Roque de Minas;

Itaúna

A microrregião de Itaúna permaneceu na Onda Vermelha. Entretanto, o prefeito da cidade poderá optar seguir a Onda Verde, conforme a macrorregião. O G1 procurou a Prefeitura sobre o assunto nesta quinta e, segundo a assessoria de comunicação, ainda não há um posicionamento sobre qual onda a cidade seguirá as orientações.

De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), "o 'Minas Consciente' é destinado à possibilidade de flexibilização das medidas de isolamento social de forma responsável em cada município, permitindo a retomada parcial da economia e observando o impacto no sistema de saúde. O plano aborda uma ótica de retomada gradual, progressiva e regionalizada, embasada em critérios e dados epidemiológicos, a partir de um monitoramento constante da situação pandêmica e da capacidade assistencial".

Piumhi

A microrregião de Piumhi permaneceu na Onda Amarela; contudo, ela não está inserida na macrorregião Oeste e sim na Sul, conforme as determinações previstas no site do "Minas Consciente". Com isso, as cidades desta microrregião não poderão optar pela Onda Verde e devem permanecer na Onda Amarela, a mesma da macrorregião Sul.

 

Reformulação

 

Em agosto, o programa "Minas Consciente" foi reformulado e passou a considerar os dados de 67 microrregiões do Estado, permitindo que elas sejam divididas por ondas, considerando as especificidades de cada local, sistema público de saúde e número de casos de coronavírus.

Contudo, caso uma microrregião esteja em uma onda diferente da definida para a macro, caberá ao prefeito decidir qual diretriz seguir.

A principal mudança foi em relação às ondas, que foram reduzidas para três. Agora, as cores funcionam como um semáforo: Onda Vermelha, quando é permitido abrir somente serviços essenciais; Amarela, quando serviços não essenciais também são autorizados; e Verde, que incluem serviços não essenciais com alto risco de contágio.

Para avançar para a onda verde, as cidades precisam estar há 28 dias consecutivos na onda amarela, sem sofrer retrocessos durante esse período.

 

Comitê Covid

 

O Comitê Extraordinário Covid-19 do Governo Estadual, se reúne semanalmente para avaliar a situação dos municípios mineiros que aderiram ao plano "Minas Consciente". A avaliação é feita todas as quartas-feiras e, as novas determinações do Comitê (válidas para todas as cidades do Estado) são publicadas todas às quintas, no período da tarde.

A partir disso, o Comitê define a situação das cidades dentro das três “Ondas” do programa, levando em consideração a incidência da Covid-19 na localidade, na capacidade de atendimento e na velocidade de avanço da doença.

 

Onda Verde

 

As atividades permitidas em cada etapa do programa está disponível no site do "Minas Consciente". A macrorregião Oeste está na Onda Verde e nesta fase são permitidos os seguintes serviços:

 

  • Atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo;
  • Aluguel de objetos pessoais e domésticos;
  • Cinemas;
  • Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê;
  • Parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca;
  • Bares com entretenimento (shows e espetáculos);
  • Serviços de colocação de piercings e tatuagens.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias